quarta-feira, 13 de outubro de 2010

DECISÕES

(by Luiz Henrique Prieto)

Hoje decidi não fazer nada.

Decidi não acordar cedo, não irei trabalhar.
Não atenderei aos apelos insistentes do despertador...

Decidi me libertar das amarras impostas por essa sociedade,
Hipócrita, vil, mesquinha...

Ficarei na cama, preguiçosamente,
Até que o calor, a fome ou os pernilongos me expulsem.

Aliás, decidi não tomar café no horário,
Pois hoje não tenho horário!

Hoje sou Chronos, Senhor do MEU tempo!

Hoje sou livre!

A casa bagunçada.
A louça ? Por lavar.
Típico habitat do ser não escravizado.

Tomarei um longo e preguiçoso banho,
Sem me preocupar com o gasto de água ou energia elétrica.

Decidi gastar um sabonete inteirinho!
Sentir a água morna libertando meu corpo do cansaço,
Da iniqüidade desse mundo cão.

Também não secarei o meu corpo!
Deixarei que as gotículas evaporem naturalmente, livres.

Ficarei com os meus CD’s, os meus livros,
As minhas "coisas sem importância".

Ouvirei músicas bregas, dançarei desengonçado,
Escreverei coisas sem nexo.

Decidi me drogar!

Sim, e porque não ?

Estou farto de coisas proibidas!

"Não pode isso, não pode aquilo..."

Dane-se !

Tomarei uma overdose de Coca-Cola.
Comerei salgadinhos, hambúrgueres, chocolates, besteiras.
Tomarei uma dose maciça de sorvete de baunilha.

Melhor ainda!

Caminharei, pés desnudos, até uma praça.

Injetarei na veia, o perfume de cada flor!

Aspirarei (e segurarei ao máximo em meus pulmões)
A essência divina que exala de cada rosa,
De cada lírio, de cada alecrim.

Chove.

Mas não corro.

Estiro-me na grama, braços em cruz.

A chuva leva minha alma

E lava minhas lágrimas.

Abro os olhos.

Uma criança me sorri.

Sorrio de volta.

Afinal, um anjo...

Hoje, decidi viver.

3 comentários:

  1. Simplesmente perfeito!!!!!! Preciso ser livre pelo menos uma vez na vida!!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado!

    Mas, porque pelo menos uma vez?

    Que tal fazer da exceção uma regra?

    ResponderExcluir