quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

UM NOVO TEMPO...


(by Ruthi Novais)



Hoje, apesar dos motivos, tive a oportunidade de ouvir palavras que expressaram muito bem a maior necessidade das pessoas nos dias atuais.
Passamos a vida remoendo fatos e palavras que, em algum momento, nos causaram tristeza, dor, e não percebemos o quanto isso nos mata lentamente. 
Não temos a facilidade em perdoar as pessoas, de nos perdoar. 
E com isso, crescem a falta de amor próprio e o amor ao próximo. A hipocrisia, a mediocridade e a violência aumentam, e os bons momentos, alegria e harmonia, vão deixando de existir.
Preferimos chorar todos os dias no silêncio da noite. 
Preferimos ficar sozinhos, alimentando uma mágoa muitas vezes tola e sem contexto, do que passar por cima do orgulho prá poder pedir e dar o perdão alguém.
Deixamos de amar e ser amados. 
Geramos violência através de palavras e ações que, aos poucos, vão matando todo o afeto, todo o amor...
Toda família tem problemas, discussões... 
Isso é normal entre pessoas que passam muito tempo juntas umas com as outras. 
Temos é que aprender a valorizar o SER, muito mais que o TER. Lembrar que ninguém é perfeito, e que assim como você, todos à sua volta também estão passíveis de erros. 
Antes de julgar alguém, olhe para dentro de si. 
Lembre-se de suas fraquezas e o quão difícil é superá-las. 
Amar ao próximo como a si mesmo é saber respeitar essas fraquezas, relevando palavras e ações, evitando discórdias e tragédias.
Família é amor, é união...e apesar de todas dificuldades, é o bem maior que alguém pode ter.
Vamos aproveitar o fim do ano pra começar a perdoar as pessoas, principalmente a nós mesmos. 
Vamos amar de verdade como se o amanhã realmente não pudesse existir. 
Que as principais metas de 2013 sejam PERDOAR, AMAR, RESPEITAR E VALORIZAR as pessoas! 
Dinheiro, sucesso e poder, são legais, mas não suprem as nossas necessidades espirituais e primárias. 
Não adianta ter sucesso profissional, dinheiro e mansões se você não tem pessoas que te amam e que você ama ao seu lado. 
Você será sempre um miserável sem isso!

PERDÃO E AMOR: Se dê, e distribua esses presentes de Natal!
Mas faça isso todos os dias de sua vida!
Vença o seu orgulho!

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

O NATAL


(by Kenia Kattah)


Ouvi dizer que o Natal perdeu seu significado...
Que deu lugar ao consumismo,
Árvores de Natal
e Papai Noel
Mas eu prefiro lembrar que neste Natal,
Por conta dos empregos temporários,
Muitas pessoas puderam resgatar um pouco de sua dignidade.
E que por conta do dinheirinho extra que receberão
Muitos pais e mães de família poderão
Oferecer uma mesa mais farta aos seus filhos
Prefiro lembrar que
por conta das Campanhas de Solidariedade feitas nesta época
algumas crianças ganharão, sim, algum brinquedo.
E que você...
Você poderá dar Aquele Abraço nas pessoas que você gosta
Mas que “por falta de motivo” pra abraçar
Ficou contido até agora...
E, talvez, neste momento você perceba que,
Bem ou mal,
No Natal, o Amor está em toda parte!
Mas, se ainda assim, você não quiser celebrar nesta data
Não tem problema:
Quero te convidar a viver com o Espírito do Natal
Todos os teus dias!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

SONHO DE ÍCARO II


(by Luiz Henrique Prieto)


Tempos atrás, inventei de imitar Ícaro...
E voei o mais alto que pude, sonhando tocar as estrelas.

Mas, quando estava no alto, bem lonjão...PLOFT!

A cera derreteu e, caindo a uma velocidade vertiginosa, me estabaquei no chão.

Tomei trauma de voar.

Fiquei um bom tempo rastejando, enquanto os ossos do corpo, esmigalhados na queda, eram pacientemente reconstituídos.

Engatinhei.
Me pus de joelhos.
Me ergui, lentamente.

E quando a postura estava mais ereta e havia firmeza nos ossos, reaprendi a caminhar, pé ante pé.

Depois corri.

E agora descobri que perdi o medo de voar novamente.

Estou nas alturas, planando.

Feito ave, sentindo a brisa beijar o meu rosto.

O sol me aquece e me encoraja a subir mais e mais.

A lua parece querer me desafiar, como se desejasse roubar as estrelas todas para si.

Sei que posso alcançá-las, tocá-las.

Mas há um complô Sol-Lua, criando ardis para que eu me encante com o brilho das estrelas e tenha as asas novamente derretidas e despenque mais uma vez.

Tsc, tsc...

Mal sabem que hoje sou feito de um material mais resistente.

E, ainda que caia, não vou me estabacar no chão, pois aprendi mil e um truques sobre como fazer suaves pousos de emergência.

Mesmo que caia, tentarei mais uma vez.

E mais outra.

Até conseguir minha estrela.

Pois sou um incansável sonhador.



quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

CARTINHA PARA PAPAI NOEL


(by Luana Ferraz)



Papai Noel, 

Quando sair dessa chaminé venha correndo para o lado de cá. 
Muitas mulheres estão à sua espera, desejosamente preferem um presente que vá além de um salto agulha, de um par de silicone, maquiagem ou qualquer coisa assim. 
Elas precisam que você instrua corretamente os homens dessa terra e, por isto, distribua pelas casas alheias manuais que mostrem a eles como usarem o carinho, a atenção, o amor, a educação, o lado cortês que tornou-se moribundo. 

Elas não querem príncipes, mas seres humanos na sua essência que velem pelo respeito e pela satisfação de fazê-las felizes. 
Há muitas cartinhas penduradas pelas árvores da vida, são corações perfumados e carentes, desejos de uma partilha, de um encontro precioso que tenha reciprocidade e afagos. 

O mundo tá carente de afetos e descrente do amor. 

Por isso, por favor, reponha no lugar do sapatinho, uma semente de esperança que torne as pessoas mais otimistas, que as tragam de volta para casa com a sensação de um coração confortado, sem choro, sem deslize, sem sofrimento.

Eu sei, são muitas mulheres e o trabalho é árduo, mas elas, certamente, prometerão e cumprirão não apenas pedir, mas deixar na janela do quintal um presente para o Senhor como forma de retribuição pela dedicação. 
Veja o lado positivo, as famílias crescerão, existirão mais filhos para o senhor realizar sonhos, sei que gostas disto.

Por gentileza, não esqueça de adicionar nas instruções as vantagens da relação, temos companheirismo, maternidade, amor, delicadeza e muitas outras qualidades. 
Quando amamos, amamos até o fim.

Vou agradecer se o pedido for atendido ao menos àquelas minhas amigas que são merecedoras deste presente, esperam com alegria por isto e te quer tanto bem. 

Mas, por favor, não posso prometer que serão os últimos pedidos, afinal, há sempre um livro, uma fantasia, um batom, um sonho, um perfume, um brinquedo, uma comida pra fazer a gente ser mais feliz nessa nossa natureza tão insatisfeita. 

Mas, neste natal de agora, não esquece de trazer para elas os bons rapazes, afinal, tá duro encontrarem sozinhas.

Com amor,

Luana


Luana Ferraz é autora do livro "Cartas de Amor Não Doem".
                    Conheça mais sobre a autora em http://www.invadefim.blogspot.com.br

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

MINHA GAROTA


(by Luiz Henrique Prieto)


Queria, num fim de tarde, pegar minha garota e sair por aí. 
Entrelaçar os dedos, tomar um sorvete, um suco ou quem sabe um açaí. 
Andar a toa mesmo, sem destino ou direção. 
Deixar guiar os passos que obedeçam o coração. 
Olhar vitrines, ver um filme, enlaçar-lhe a cintura.... 
Afastar o cabelo que, teimosamente, cai sobre os olhos. 

Ah, os olhos... 
São de uma cor que nem as palhetas de Da Vinci criariam! 
De uma profundidade que me convida a mergulhar em seus mistérios. 
E de uma vivacidade tão intensa, mas tão intensa, que chego a ver pequenas labaredas bailando, desvairadamente. 

O sorriso perolado, feito garota-propaganda de comercial de creme dental, não pela brancura, mas pelo jeito sapeca que cada canto da boca insiste em querer alcançar o lóbulo da respectiva orelha. 

Perfume feito do mais puro jasmim. 

Olhos semicerrados, aspiro bem fundo, tentando reter nos pulmões o leve ar adocicado. 

E sorrio! 

Desfazendo o olhar nissei, sorrio novamente e me pergunto: onde está minha garota?

domingo, 2 de dezembro de 2012

A DELÍCIA DOS 30


(by Bianca Brandhuber Goulart)


Acho que a mulher que já passou dos 30, vai entender quando digo que chegar aos 30, é como alcançar à "maioridade" do departamento de neuras. 
Como é bom se livrar daquela obsessão por um corpo perfeito, da vontade de "morrer" por tudo, do sofrimento de achar que tudo é pra sempre, da necessidade quase vital de ser o centro das atenções. 
Finalmente entendemos que não precisamos nos encaixar num molde. 
Que não se precisa adquirir um câncer de pele, esturricando no sol, pra conseguir um bronzeado só porque te disseram que pele bronzeada remete a uma aparência saudável e que homem adora marquinha de biquíni. 
Adivinha? 
A outra metade do mundo adora uma branquela como você! 
Até Michael Jackson quis ficar branquelo! 
Descobrimos que não precisamos usar um "cinto largo" no lugar de uma saia, para atrair olhares. 
Sim, é possível ser sensual e atrair olhares estando elegantemente vestida. 
Posso te afirmar, que até chamará muito mais atenção, despertará muito mais o interesse masculino (é claro, se forem homens e não hienas...rs). 
Constatar que não "morreremos" de amor, não tem preço! 
E que o "pra sempre", pode durar só até a próxima semana. 
Acho que grande parte da sensualidade de uma mulher, vem de sua segurança. 
Quando temos consciência de nossas qualidades intelectuais e físicas, nos tornamos muito mais atraentes. 
Finalmente livres! 
Livre para ser "atraentemente" imperfeita, ao invés de ser "mais sem graça que a top model magrela na passarela".


quinta-feira, 22 de novembro de 2012

O CHARME DE SER NATURALMENTE DISSIMULADA


(by Bianca Brandhuber Goulart)



Acho que ninguém vai discordar que toda mulher já nasce artista. 
Vamos combinar, a capacidade de sermos dissimuladas não é um dom, tá no DNA, só pode! 
Mas isso tem lá o seu charme. 
A moça sentada no balcão, mesmo de costas para o resto do público, percebe olhares em sua direção. 
Porque mulher percebe quando está sendo fitada, admirada, os olhares masculinos são como flechadas em nossa nuca. 
Imediatamente dá aquela girada de cabeça por cima do ombro (já gastando o seu charme), com aquele olhar de quem está só admirando o ambiente, mas que na verdade é um olhar de “varredura e reconhecimento”. 
Sim, num rápido olhar, fazemos o reconhecimento do campo e dos combatentes. 
Identificamos as potenciais concorrentes, separamos o joio do trigo (homens), visualizamos a vaaaaca que está usando um sapato igual ao nosso, e a origem das “flechas”. 
"Hummm...interessou!" 
Volta a cabeça pra frente e, cinicamente, faz que não notou. 
Leva sua bebida lentamente à boca, passa a língua de leve nos lábios. 
Continua conversando com sua amiga como se não existisse mais ninguém ali. 
Passa os dedos nos cabelos tirando-os da frente do seu rosto e leva-os para detrás da orelha. 
Dá aquelas risadas descontraídas em que a cabeça inclina levemente para trás. 
Cruza e descruza as pernas, num balançar sem fim dos pezinhos. 
De vez em quando, dá aquela olhadinha rápida e superior por cima dos ombros. 
Até que o pobre rapaz, que não se agüenta mais em seu canto, quem participou sem saber, deste injusto jogo de “sedução consciente”, levanta e se aproxima daquela que foi o alvo de seus olhares e diz:
"- Não consegui tirar os olhos de você a noite inteira, você é naturalmente charmosa, linda, não tinha mais como ficar quieto, tinha que te dizer que estou totalmente seduzido por você". 
Ela: "- Sééério? Que isso, nem percebi! Estava aqui tão distraída, conversando, nem prestei atenção em ninguém!" 
Ahhhhh...fala sério! 
Amigas, natural é nosso poder de dissimular, o resto é que é charme.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

O BALAIO ERRADO


(by Bianca Brandhuber)


Você gastou horas num salão, não aguentava mais ouvir tudo de tudo sobre tudo de todo mundo, deixaria qualquer CSI dando pulos de alegria com a quantidade de material para extração de DNA que você deixou no alicatinho da sua manicure, foi "escalpelada" pela sua depiladora que você desconfia ter feito algum curso de técnicas de tortura, ficou até desconfiada que estão te roubando tufos de cabelos prá vender em perucas de tanto que puxavam seus cabelos na hora da escova. 
Gastou minuuuuutos hidratando a pele ao som de "Sade Adu" sonhando com a maravilhosa noite, escolheu seu melhor vestido, tá cheirosa, se sentindo a mulher mais linda e sexy do planeta, sinta-se mesmo! 
A tão esperada companhia, aquela que permeou seus pensamentos, que serviu de inspiração para tudo o que você fez durante todo o dia, chegou! 
Você com aquele sorriso enorme, coração disparado, pensando: "Agora eu mandei bem, tú é um cara de sorte hem, fala sério!" 
E ouve: "Amor, que cor é essa de esmalte, não gostei não, por que não fez francezinha?"
Desce amiga, desce rápido! 
Tú pegou o balaio errado! 
Se um homem te olha, mas não te vê, bom sujeito não é!

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

MULHERES À PARTE


(by Bianca Brandhuber Goulart)



Estou cansada de gente vazia. 
Vazia de sentimentos, de idéias, de objetivos, de compromisso, de consciência, de valores e etc. 
Parece que o 'mundo dos relacionamentos' virou um mercadão a céu aberto. 
Nós, todos nós, mas infelizmente mais as mulheres....estamos expostos em prateleiras, ou temos nossas 'partes' dependuradas em algum anzol...tipo açougue. 
As pessoas escolhem as partes que elas gostam mais, que desejam mais. 
Parece que para sermos interessantes, temos que nos dividir em partes.
Mas, e o TODO? 
Ah, o TODO ninguém tá querendo não. 
Dá trabalho...precisamos dar atenção, cuidar, gostar, amar...enfim. 
E fica essa promiscuidade de partes, todos saindo e se interessando por partes de alguém.
São raras as pessoas, que nos queiram por inteira. 
Amigos pra qualquer hora? 
Raríssimos! 
Homem que se apaixone por uma mulher INTEIRA?
Quase em extinção! 
Então é isso...
MENINAS, NÃO SE APRESSEM, NÃO SEJAM 'PARTE' PARA ALGUÉM. 
ESPEREM...RESPIREM...
E VOCÊS INTEIRAS, SERÃO TUDO PARA ALGUÉM! 
Sintam-se, sejam lindas, charmosas, sensuais...PODEROSAS!
E vocês serão!"

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

PALAVRAS AO VENTO

(by Luiz Henrique Prieto)



Nas minhas palestras, sempre que possível, abordo o tema “relacionamentos”.
Estranho, né, já que o foco principal é a “Gestão do Transporte Público”.
Mas, relacionamentos são relacionamentos, em qualquer área.
E o que tenho visto ao longo dessas quase 4 décadas de vida, é que os relacionamentos estão definhando cada vez mais.
E não se trata apenas de relacionamentos amorosos!
Seja numa relação amorosa, de amizade, ou até mesmo de colegas de trabalho, onde o convívio é obrigatório, as coisas estão rolando escada abaixo.
Pura e simplesmente porque, ao invés de tentarmos consertar algo que quebrou, jogamos fora!
Relações descartáveis.
Mas...porque?
Bom, dizer que sou um expert em relacionamentos seria uma tremenda duma cara de pau!
Mas ouso dizer que, uma das principais falhas, está nas “vias de trânsito” das relações, ou mesmo nas questões das Leis da Física: tudo o que vai, tem que voltar!
Não entendeu?
Explico.
Qualquer tipo de relacionamento, tem que, obrigatoriamente, ser uma via de mão dupla. 
Não, não se trata de “plantar para colher”, esperar algo em troca ou coisa do gênero. 
Mesmo porque, esse retorno ocorre naturalmente, sem qualquer obrigação. 
Tipo casal, sabe?
Enquanto a mulher cuida da casa, das roupas, da comida, etc., para dar ao esposo um lar aconchegante, onde ele possa encontrar abrigo depois de um dia pesadíssimo no trabalho, por sua vez, o marido se preocupa em agradar sempre a esposa, seja tecendo um elogio, seja levando-a para passear, ou mesmo, dividindo com ela as tarefas domésticas. 
Fazem porque se gostam, não por obrigação.
Acho bonito o jeito que as pessoas que habitam as cidadezinhas do interior lidam com os relacionamentos. 
Chegam, descompromissadamente, sem interesse, trazendo um queijo, um molho de verduras, um litro de leite. 
Simplesmente chegam! 
Para uma prosa, sem interesse. 
Às vezes, só prá dizer um “oi comadre”.
E recebem, em retribuição, um cafezinho passado na hora, um biscoitinho, acompanhado do sorriso mais puro do dono da casa. 
Essa troca, não tem obrigação nenhuma, não precisa ter! 
Acontece porque um reconhece no outro o verdadeiro significado do amor desinteressado. 
E, mesmo que não tenha guloseimas, fica a satisfação da visita. 
O simples fato de ser lembrado, a toa, já é o suficiente para despertar no outro a vontade de retribuir a gentileza. 
E assim deveria ser, em qualquer relacionamento...via de mão dupla!
Agora, quando a coisa se torna via de mão única, aí complica.
Não há santo que resista ao desafio de somente ele atuar, sem que o outro contracene. 
Fica parecendo um monólogo, um grito dado no alto de uma montanha num vale extenso, onde não há eco.
E quando não há eco, quando você não ouve a “voz” retornando, bate o desânimo.
Palavras ao vento...
Enfim, cuide para que os seus relacionamentos não sejam uma via de mão única.
Observe se a outra parte está lhe dando algum retorno.
Obviamente, nem sempre o retorno é imediato, vem com o tempo.
Mas há que se ter sabedoria para entender que esse tempo não pode ser eterno. 

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

AMOR PERFEITO

(by Luiz Henrique Prieto)



O cigarro molhado na pia
Remete à noite vadia...

Entrecortando cortinas
Revela o sol, a cama vazia...

A pele, alva e clara
O rubor na face ardia...

A cama, abraçando corpos amantes
A cada sussurro gemia...

Nos braços, impressas as marcas
Do amor intenso, amor-selvageria...

Encaixes perfeitos, entrega total

Amor-perfeito eu diria!

sábado, 20 de outubro de 2012

ESSE CARA SOU EU (Roberto Carlos)

O cara que pensa em você toda a hora
Que conta os segundos se você demora
Que está todo o tempo querendo te ver
Porque já não sabe ficar sem você

E no meio da noite te chama
Pra dizer que te ama
Esse cara sou eu

O cara que pega você pelo braço
Esbarra em quem for que interrompa seus passos
Que está do seu lado pro que der e vier
O herói esperado por toda mulher

Por você ele encara o perigo
Seu melhor amigo
Esse cara sou eu

O cara que ama você do seu jeito
Que depois do amor você se deita em seu peito
Te acaricia os cabelos, te fala de amor
Te fala outras coisas, te causa calor

De manhã você acorda feliz
Num sorriso que diz
Que esse cara sou eu
Esse cara sou eu

Eu sou o cara certo pra você
Que te faz feliz e que te adora
Que enxuga seu pranto quando você chora
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu

O cara que sempre te espera sorrindo
Que abre a porta do carro quando você vem vindo
Te beija na boca, te abraça feliz
Apaixonado te olha e te diz
Que sentiu sua falta e reclama
Ele te ama
Esse cara sou eu

Esse cara sou eu
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu
Esse cara sou eu

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

MANIA DE GATO (ADAPTADO)


MANIA DE GATO (Texto Adaptado)

" É aquela velha história. 
Amor, pra mim, só dura em liberdade. 
Nasci pra ser livre e – quem quiser – que me aceite assim. 
Tenho um coração que quase me engole, uma força que nunca me deixa e uma rebeldia que às vezes me cega. 
Sou guerreiro. 
Sou druida. 
Sou filho da lua.
Quero sempre o voo mais alto, a vista mais bonita, o beijo mais doce. 
Tenho um jeito de viver selvagem, mas sou manso com quem merecer. 
Não gosto de café morno, de conversa mole, nem de noite sem estrela. 
Sou bem mais feliz que triste, mas às vezes fico distante. 
E me perco em mim como se não houvesse começo nem fim nessa coisa de pensar e achar explicação pra vida. 
Explicação mesmo, eu sei: não há. 
E me agarro no meu sentir porque, no fundo, só meu coração sabe. 
E esse mesmo coração que me guia e não quer grades nem cobranças, às vezes me deixa sem rumo, com uma interrogação bem no meio da frase: O que eu quero mesmo?
Por isso, eu te peço (de um jeito meio sem-vergonha, que é assim que eu costumo ser): Se eu gostar de você, tenha a gentileza de não me deixar tão solto. 
Não me pergunte aonde vou, mas me peça pra voltar. 
Sou fácil de ler, mas não tente descobrir por que o mesmo refrão insiste em tocar tanto. Se eu gostar de você, tenha a delicadeza de também gostar de mim. 
E me deixe ser, assim, exatamente como eu sou. 
Meio gato, meio gente. 
Desconfiado. 
E independente. 
E adorador de todos os luxos e lixos do mundo. 
Quer me prender? Nem tente. 
Quer me adorar? A escolha é sua, minha amiga, vá em frente!"

sexta-feira, 20 de julho de 2012

O TREM DA VIDA - DIA DO AMIGO


Ao longo dessa minha vida, conheci gente padaná!
Alguns, passageiros...
Outros, condutores...
Uns, apenas acenavam enquanto o trem passava...


E nessa passagem pelas estações da vida, foi um sobe e desce danado!
Alguns insistiram em permanecer nos vagões, teimosos que são...


Me surpreendo quando, ao passar por novas estações, me deparo com antigos passageiros, reembarcando...


Sigo viagem, aqui e acolá...
Às vezes, de passageiro...às vezes, de condutor...
Mas nunca acenando apenas...


A todos vocês, meninos e meninas, que fizeram, fazem e farão parte dessa viagem, o meu MUITO OBRIGADO !!!


A melhor maneira que encontrei para presenteá-los foi com essa maravilhosa mensagem do meu querido e amigo Padre Fábio de Melo.


Aproveitem...lancem sementes...arvoreiem!
Para que, quando eu retornar à estação na qual vocês certamente estarão esperando, possa ter uma sombra fresca para repousar o meu velho corpo cansado...


"Uma das coisas que eu acho fascinante em Jesus, é a capacidade que ele tinha de encontrar no meio da multidão, pessoas.
Ele era capaz de reconhecer, em cima de uma árvore, um homem, e descobrir nele um amigo.
Bonito uma amizade que nasce a partir da precariedade, quando você chega desprevenido, o outro viu o que você tem de pior, e mesmo assim, ele se apaixonou por você. 
Amor concreto, cotidiano, diário.
Jesus se apaixonava assim pelas pessoas e as tornava suas amigas. 
As trazia para perto Dele.
É fascinante olhar para a capacidade que esse homem, que esse Deus tem, de investigar a miséria do outro e encontrar a pedra preciosa que está escondida. 
Isso é Páscoa, isso é ressurreição.
É quando no sepulcro do nosso coração, alguém descobre um fio de vida, e ao puxar esse fio, vai fazendo com que a gente se torne melhor.
Não há nada mais bonito do que você ser achado quando você está perdido.
Não há nada mais bonito do que você ser encontrado, no momento que você não sabe para onde ir e não sabe nem onde está...
O amor humano tem a capacidade de ser o amor de Deus na nossa vida por causa disso: porque ele nos elege!
Por isso que é bom termos amigos, porque na verdade, as pessoas amigas antecipam no tempo, aquilo que acreditamos ser eterno...
Quando elas são capazes de olhar para nós e descobrir o que temos de bonito. 
Mesmo que isso, às vezes costume ficar escondido por trás daquilo que é precário.
Por isso agradeço muito a Deus pelos amigos que tenho. 
Pelas pessoas que descobriram no que eu tenho de pior, uma coisinha que eu tenho de bom, e mesmo assim continuam ao meu lado, me ajudando a ser gente, me ajudando a ser mais de Deus, ajudando a buscar dentro de mim, a essência boa que acreditamos que Deus colocou em cada um de nós.


Ter amigos, é como arvorear: lançar galhos, lançar raízes... 
Para que o outro quando olhar a árvore, saiba que nós estamos ali...
Que nós permanecemos para fazer sombra, para trazer ao outro, um pouco de aconchego que ás vezes ele precisa na vida..."


ARVOREIE! 
CRIE ÁRVORES! 
SEJA AMIGO!!

terça-feira, 12 de junho de 2012

DIA DOS NAMORADOS




Então...

Me pediram para escrever algo sobre “O Dia dos Namorados”.
Disseram que escrevo bem (cof...cof...cof)
Vocês fingem que acreditam daí, que eu finjo que acredito daí, combinado? ;)

Você aí, que não vai ler isso agora porque tá muito ocupada, comemorando o “Dia dos Namorados” com o seu amado, enchendo o “bem” de beijos, abraços, carinhos e afagos, continue!

Isso mesmo!

Não ligue se é uma “data comercial” (e qual não é?). 

E daí que o tal dia 12 de junho aguça ainda mais nos namorados o desejo de querer bem ao outro?

Caia matando, compre presente e, se não der prá comprar, embrulhe-se num papel bem bonito e presenteie o seu bem!

Viva o amor, sem preocupação, sem ficar pensando se vai durar ou não.

Arrisque-se, exceda (só não vale o ciúme), atire-se, de braços abertos, mergulhe fundo nessa paixão!

Quem tá de “amor fresco”, nada de ficar pensando no que deu errado nos outros! 

Os outros são os outros. 

E só! 

Vire a página e escreva uma nova história, sem tentar buscar no atual, coisas que te encantavam no passado.

Quem tá de “amor requentado” (aquele te terminou, mas reatou), aproveite para passar uma borracha naquilo que causou o esfriamento! 

Mas apague bem apagado, para que não restem vestígios que possam vir a perturbá-los novamente!

Quem tá de “amor platônico”, que não tenha vergonha de vivê-lo, mas sem pressa! 

Deixe as coisas acontecerem naturalmente! 

Tem coisa mais gostosa do que ficar desenhando coraçõezinhos e escrevendo o nome da pessoa? 

Pois então...Sonhe!

Sim, eu gostaria de estar como vocês, enamorado, no dia de hoje.

Mas, né...

E quem é que não quer viver essa coisa maluca que mexe com todo o nosso ser, essa coisa doida e gostosa de abrir um sorriso de orelha a orelha quando recebe uma mensagem do amado? 

Às vezes é um “oi” à toa, mas que vai te deixar feliz pro resto do dia, ou que vai te fazer dormir com aquele sorriso bobo estampado na cara!

Meus amores, que se danem as convenções, o que os outros vão dizer ou falar sobre o seu relacionamento!

Ouçam os corações de vocês e lambuzem-se de amor!

Tudo o que tá aí em cima é balela?

E quem disse que eu ligo para a opinião dos mal amados?

Simbora que, porque AMAR, É BOM DEMAIS!

sábado, 14 de abril de 2012

DESPEDIDA...


(by Cecília Meireles)


Por mim, e por vós, e por mais aquilo
que está onde as outras coisas nunca estão,
deixo o mar bravo e o céu tranqüilo:
quero solidão.

Meu caminho é sem marcos nem paisagens.
E como o conheces? - me perguntarão.
- Por não ter palavras, por não ter imagens.
Nenhum inimigo e nenhum irmão.

Que procuras? Tudo. Que desejas? - Nada.
Viajo sozinho com o meu coração.
Não ando perdido, mas desencontrado.
Levo o meu rumo na minha mão.

A memória voou da minha fronte.
Voou meu amor, minha imaginação...
Talvez eu morra antes do horizonte.
Memória, amor e o resto onde estarão?

Deixo aqui meu corpo, entre o sol e a terra.
(Beijo-te, corpo meu, todo desilusão!
Estandarte triste de uma estranha guerra...)
Quero solidão.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

TRAIÇÃO



Quando um relacionamento chega ao fim, sem explicação, a primeira coisa que vem à cabeça é a traição.

Aí você fica se perguntando onde foi que errou, o que teria levado a parceira (ou o parceiro) a cometer tamanha atrocidade.

A princípio, vem o sentimento de culpa.

"Onde foi que eu errei? O que eu poderia ter feito para evitar isso? Porque? Porque????"

E você fica buscando "N" motivos para entender o que não há para entender!

Algumas mulheres têm o sangue ruim por natureza!

São más, frias e calculistas.

Pode até ser que queiram descontar no atual companheiro, coisas que sofreram nos relacionamentos anteriores.



Mas, isso é justo?

Pisar na bola com alguém que nunca fez mal algum a você, que lhe aceitou, de coração aberto, mesmo sabendo o peso do seu passado?

Me arrisco a dizer que algumas mulheres adotam o comportamento de verdadeiras putas!

Mas não o das putas profissionais, porque essas, com certeza, valorizam e respeitam quem está verdadeiramente ao seu lado.

Algumas mulheres gostam de ser pisadas, maltratadas.

Não estão acostumadas a serem tratadas com carinho, com respeito e admiração.

Não estão acostumadas a serem AMADAS!

Para elas, gostoso mesmo é o cafajeste, aquele que pinta e borda e que depois vem pedir arrego.

Infelizmente, não há o que se fazer.

Traíram uma vez, trairão duas, três, o resto da vida.

É da natureza da vadia, não há como mudar.

Mas, o pior mesmo, é descobrir a traição através de terceiros.

A primeira reação é a de não acreditar, de achar que aquilo não é verdade, que não aconteceu.

Mas a verdade está aí estampada, nua e crua, para quem quiser ver!

Só o traído é que insiste em não enxergar!

Amigo, a melhor coisa a se fazer, é enterrar a víbora!

Apague todo e qualquer vestígio da existência da vadia, exclua perfis, delete mensagens, desapareça de vez com todas as fotos (mesmo aquelas em que aparecem felizes da vida, "feitos um para o outro"), esqueça números de telefone, datas e tals.

Não se culpe!

Você foi apenas mais uma vítima de alguém, que não merece sequer um pingo das suas lágrimas.



domingo, 1 de abril de 2012

LÊ, PRÁ VOCÊ, COM MUITO CARINHO...


Neni,

Amigo verdadeiro não é aquele que vai embora quando a festa acaba.
Pode até chegar no final e não tirar proveito algum, mas não pensará duas vezes em lhe ajudar a arrumar toda a bagunça, quando muitos nem se importarão se você estará ou não cansada...

Amigo verdadeiro é aquele que vai passar uma tarde inteirinha com você, passeando à toa, inocentemente, rindo dos seus casos bobos e achando graça na sua crise de risos quando ficar nervosa ao encontrar a professora...

Amigo verdadeiro é aquele que vai segurar a sua mão, mesmo quando todos tiverem desistido de você e lhe virarem as costas...

Amigo verdadeiro é aquele que lhe trata como uma verdadeira jóia rara, quando muitos lhe tratam (tratam e tratarão) como algo imprestável e sem valor...

Amigo verdadeiro é aquele que lhe acolherá, mesmo sabendo dos seus erros, quando muitos lhe condenarão...

Amigo verdadeiro é aquele que não se importará em acordar no meio da madrugada, perdendo preciosas horas de sono, para lhe fazer "um tico" de companhia, quando muitos estarão sonhando, sem sem importarem com os seus "pequenos" problemas...

Amigo verdadeiro é aquele que, diante de qualquer um que ouse tentar machucá-la, vai dar a cara prá bater, quando muitos se acovardarão e sairão correndo...

Amigo verdadeiro é aquele que lhe tratará como SER HUMANO, quando muitos lhe trataram (tratam e tratarão) como um mero brinquedo...

Amigo verdadeiro é aquele que lhe tratará como a coisa mais importante deste mundo, quando muitos lhe tratarão, fingidamente bem, apenas para tirarem proveito da situação...

Amigo verdadeiro é aquele que lhe oferecerá o ombro amigo, um abraço amigo, que enxugará suas lágrimas, que ouvirá teus soluços, em silêncio, com o coração partido, sem perguntar o motivo da sua tristeza, quando muitos quererão a sua presença somente nas horas de festas...

Amigo verdadeiro é aquele que não terá medo de ouvir os teus segredos, por mais pesados ou tolos que possam parecer, e os guardará para todo o sempre, quando muitos a chantageariam e tirariam proveito, somente para obterem vantagens ilícitas sobre teu corpo...

Amigo verdadeiro é aquele que se encantará pela sua essência, quando muitos estarão interessados apenas no seu corpo e no prazer que possa lhes proporcionar...

Amigo verdadeiro é aquele que estará ao seu lado, SEMPRE, em qualquer situação, ainda que descubra mentiras e traições.
Sim, ficará magoado.
Mas, um dia, haverá de lhe perdoar, quando muitos quererão a vingança, através de maledicências, difamações, pagando na mesma moeda...

Amigo verdadeiro é aquele que plantará um jardim bem bonito, e ficará esperando, esperando...

Para que um dia, passadas todas as tribulações, segure a sua mão, bem firme, e saiam correndo pela grama verdinha...

Lê,

Não havia entendido o porquê de termos nos conhecido num ambiente tão inóspito, numa situação tão adversa.
Curiosamente, não me despertou interesse físico, nem segundas, nem terceiras, ou qualquer tipo de intenção.
À medida que o tempo foi passando, o que era um simples coleguismo, acabou se transformando em uma amizade bonita, sólida e verdadeira.
Até que, de repente, sem explicação alguma, "PUFF!", algo se quebrou!
O que era bom, ficou ruim!
O que antes fazia bem, agora faz mal, muito mal!
Construiu-se uma barreira intransponível!
O que antes era porto seguro, virou barcaça à deriva, perdida num mar revolto, sob forte tempestade!

Hoje compreendo os desígnios de Deus, que fizeram com que você cruzasse o meu caminho.
Acolhi, quando todos te enxotavam.
Segurei sua mão, diversas vezes, mesmo quando tinha todos os motivos do mundo para virar-lhe as costas.

Fui um instrumento, um "anjo" que Deus permitiu que descesse ao "inferno" para resgatar uma boa alma.

Foi maravilhoso acompanhar a sua transformação, passo a passo.

Oro a Deus, todos as noites, para que você permaneça trilhando o bom caminho.

"Olha a luz que brilha de manhã
Saiba quanto tempo estive aqui
Esperando prá te ver sorrir
Prá poder seguir..."

"Um dia desses, num desses encontros casuais
Talvez a gente se encontre
Talvez a gente encontre explicação.
Um dia desses, num desses encontros casuais
Talvez eu diga: - 'Minha amiga, prá ser sincero
Prazer em vê-la! Até mais...'

Como bem diz Padre Fábio de Melo:

"É bonito você reconhecer o amor que você tem por uma pessoa quando ela está no pódio.
É fácil amar uma pessoa no momento da vitória, no momento em que há razões para ser amada.
Mas, no momento em que o outro faz tudo errado e, mesmo assim, o seu coração se mobiliza, para continuar elegendo como seu..."

Assim é uma verdadeira amizade: pautada pelo AMOR INCONDICIONAL!

Fique em paz.